16 maio 2011

reclamar vale a pena

Reclamar e opinar é algo que me está no sangue. Sempre fui assim mas agora, com o avançar da idade, estou cada vez mais apurada. São raras as coisas que, quando têm algum impacte em mim, eu não as critique. Seja positiva ou negativamente.

Há cerca de 1 mês, resolvi reclamar à Câmara Municipal e à Junta de Freguesia aqui da zona que estava uma carrinha abandonada à minha porta há mais de 1 ano. Expliquei inclusive que foram feitas obras de repavimentação e que os engenheiros das obras nem sequer se dignaram a fazer queixa e puseram o chão todo bonitinho mas deixaram aquela zona por arranjar. Haja iniciativa, portanto.

Pois que hoje, num mesmo dia de chuva, reparo que a carrinha trambolha já não estava lá! Levaram o mono. O empata vistas. Aleluia. Agora é só esperar que venham reparar o piso. Mas isso já são outros quinhentos.

Se reclamássemos mais, tenho a certeza que tantos serviços que por aí andam não eram tão merdosos.   

Antes

Depois

1 comentário:

Só sedas disse...

Olha, ainda ontem estive a fazer uma e não vou ficar por aqui. Tenho mais uma pendente. Há coisas tão absurdas que me tiram so sério...