11 janeiro 2013

sejam profissionais, mas é


Lido mal com malta que fecha orçamentos com contas de merceeiro e depois é o «logo se vê». Lido ainda pior com essa mesma malta que está habituada a fechar negócios aos almoços ou com chamadinhas telefónicas do «toma lá, dá cá». Lamento, mas a minha geração não faz as coisas assim. Isso era há 10 anos atrás. Agora, as coisas são feitas como deve ser e numa lógica de gente profissional. Por favor, não confundam profissionalismo com arrogância, que isso só revela o quão enfraquecida anda a camada de diretores deste país. 

3 comentários:

Anita disse...

Eu nem sei se "enfraquecida" será o termo correcto... Mas que há muito director que vai levar muita empresa ao fundo, se não mudar mentalidade e modo de operar, isso há. Sei eu, que lido com um.

Cláudia L. disse...

O problema é que continua a ser essa gente que nos comanda e nos traça o caminho. É isso que me preocupa...

Só sedas disse...

Ai boneca, tanta coisa que eu teria a dizer sobre isto... mas depois fico irritada por pensar e por me lembrar das coisas, as veias do pescoço incham-se-me as veias do pescoço, o coração acelera, apetece bater em toda agente e isso não me faz bem ao nervos.