05 junho 2014

desapego


"Já tive a minha fase de descrédito nas pessoas ... já me isolei, desiludi, já me desapontei com "amigos" e alturas houve em que senti que não valia a pena nem podia confiar em ninguém ... o que mudou? Eu! Com o tempo encontrei o meu equilíbrio e aprendi a ver as pessoas e a própria vida para lá das minhas ilusões e das minhas expectativas; com o tempo aprendi que não podemos exigir aos outros aquilo que não sabem nem podem dar ... com o tempo tornei-me razoável e desmistifiquei a ideia de que temos o direito de exigir aos outros a mesma sinceridade, lealdade, amizade e verdade com que nós os tratamos ... na verdade não temos. Porque o que eu dou de mim aos outros é da minha responsabilidade - ninguém me pediu nada - como tal não devo exigir nada dos outros também. A amizade não é uma moeda de troca em que eu dou à espera de receber... pelo contrário, há que aprender a dar sem esperar nada em troca! A dar pelo prazer de dar, com generosidade, de forma altruísta, a dar pela alegria que sinto mesmo em dar!! Com o tempo aprendes a não esperar nada; a despojar-te de expetativas, a não criar ilusões, a saber combinar a admiração que tens pelas qualidades do teu próximo com a total tolerância que tens que ter pelas suas características menos positivas. Com o tempo aprendes a deixar ir o que te consome, a deixar fluir cada dia e cada momento, a viver no presente e a confiar (sem o peso das expetativas) naquilo que há-de vir..."
Da querida nobody listening que escreve lindamente. Conheçam-na!

2 comentários:

nobody listening disse...

sem palavras. grata Cláudia <3

beijo grande

Adriana disse...

adorei!