28 janeiro 2015

todos somos irritantes

Vi esta notícia e lembrei-me que convivi de muito perto com isto. E claro, também eu já fiz algumas delas. Topem lá e façam o mesmo exercício:

- Há sempre quem ponha o telefone em alta voz quando está a fazer uma chamada
- E quem ignore o telefone e o deixe a tocar, sem o silenciar
- Há sempre aqueles que cantam e assobiam alto {confesso que tenho o péssimo hábito de cantarolar}
- Ou os que se queixam do quão ocupados estão, sabendo-se que são dos que menos trabalham
- Há quem descreva todos os dias a sua viagem até ao escritório
- Há quem almoce à secretária e deixe o local de trabalho a cheirar a "restos" {já cometi este péssimo erro... é a despachar mas convém pensar nos demais}
- E quem comente o almoços dos outros
- Há quem acabe com o papel higiénico e se finja de 'esquecido'
- Os colegas irritantes que dizem "boa tarde" a quem se atrasa 5 minutos
- Os colegas que não saem da frente dos elevadores
- E os que são mal educados para os empregados...
- Há quem acabe com a paciência dos outros ao ler coisas em voz alta
- Ou a escrever no teclado como se estivesse a martelar {nunca fui muito meiguinha com os teclados... mas ando a melhorar}
- Ou a mostrar vídeos do Youtube que já toda a gente viu mil vezes.
- Há quem deixe a casa de banho suja
- E quem mexa com o ar condicionado/aquecimento constantemente
- Há quem agende reuniões para a hora de almoço
- E os que se escondem na casa de banho para evitarem trabalho
- Há quem corte as unhas
- E quem venha doente para o trabalho {já fui doente para o trabalho, contaminei quem estava à minha volta e é de uma grande irresponsabilidade}
- Há também os colegas que nunca se sentam e passeiam o dia inteiro pelo escritório
- Os que batem com as canetas à procura de inspiração
- E claro, os que se riem das piadas do chefe, mesmo quando não têm piada alguma

1 comentário:

Maria Varredora Pau de Vassoura disse...

De vez em quando canto, mas uns segundinhos, penso que nao incomodo assim tanto. Sou um bocado low profile. Acho que incomodo mais as minhas colegas quando estou carrancuda, pois trabalho em silencio e não socializo, acabo por contagiar a sala.